Act. Lab. n.º 1 - Determinação de grupos sanguíneos
 

Questão central: Qual o meu grupo sanguíneo?

 
PRINCÍPIOS:
A aglutinação das hemácias resulta da reacção aglutinogénio-aglutinina.

Existem no mercado soros-teste que possuem, respectivamente,   aglutininas anti-A, aglutininas anti-B, aglutininas anti-AB e aglutininas anti-D.

 

Planifique uma experiência que lhe permita determinar o seu grupo sanguíneo.

 

 

Trabalho laboratorial organizado segundo o V de Gowin

 

 

Act. Lab. n.º 2 - Estudo das enzimas: Catálise enzimática, propriedades das enzimas e factores que afectam a acção enzimática

 

Questão central: Como actuam as enzimas?

 
PRINCÍPIOS:

O peróxido de hidrogénio (H2O2) vulgarmente conhecido por água oxigenada é uma substância que se forma nas células como subproduto das reacções celulares; tratando-se de uma substância tóxica, tem de ser eliminada ou transformada.

Nas células do fígado, como noutras células, existe uma enzima, a catalase, que decompõe o peróxido de hidrogénio segundo a equação: 2H2O2 à 2H2O + O2.

A acção da catalase pode ser verificada através da libertação de libertação de oxigénio, cuja presença permite avivar uma chama.

O dióxido de manganês é um catalisador inorgânico.

A saliva contém uma enzima – a amilase – que desdobra o amido, produzindo-se maltose.

Como indicador do amido usa-se a água iodada ou o soluto de Lugol; na sua presença o indicador adquire a cor azul.

 

 

Planifique uma actividade experimental para estudo das propriedades das enzimas - especificidade enzimática. Pensa também numa experiência para estudo do efeito da temperatura na actividade das enzimas.

Trabalho laboratorial organizado segundo o V de Gowin

 

 

Act. Lab. n.º 3 - Produção de iogurte 

 

Como pode produzir-se o iogurte?

 

Podem ser usados diferentes tipos de leite para fabricar iogurte, o que afecta as características finais do produto em termos de consistência, aroma e sabor. Na fermentação intervêm bactérias lácticas, Lactobacillus bulgaricus e Streptococcus termophilus (geralmente na proporção de 1:1). Os iogurtes aromatizados são fabricados de forma idêntica à dos iogurtes naturais, adicionando-se o componente responsável pelo aroma.

 
MODO DE PROCEDER:

1.  Coloque um litro de leite num recipiente e adicione cerca de 175 g de iogurte natural. Mexa durante alguns segundos até a mistura ficar homogénea.

2.  Encha pequenos frascos com o conteúdo obtido e feche-os bem (um baixo conteúdo de ar nos frascos garante uma melhor conservação).

3.  Coloque os frascos dentro de um recipiente com tampa e introduza-os numa estufa a uma temperatura de cerca de 40 ºC a 45 ºC, durante 12 horas, aproximadamente.

4.  Retire os frascos da estufa e coloque-os num frigorífico a uma temperatura de 4 ºC a 5 ºC. Decorrida cerca de uma hora, a mistura deve apresentar-se espessa.

5. Coloque rótulos nos frascos indicando a data de fabrico e a validade (o iogurte apresenta um pH de 4,5, o que permite um tempo médio de conservação no frigorífico de 15 a 30 dias, a cerca de 4 ºC a 5 ºC).

 

Qual a importância de, na etapa inicial da actividade, se adicionar ao leite iogurte já confeccionado?

Se for utilizado leite do dia para fazer iogurte, este leite tem de ser previamente fervido. Que explicação sugere para este procedimento?

 
Planifique uma experiência para testar a influência da temperatura no fabrico do iogurte.
 

Dossier de Bio 12